Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2017

Queria alguém assim...

Clique aqui e aproveite essa música enquanto lê esse texto.



Algum tempo atrás (quando comecei a rascunhar este texto) vi um vídeo em que o Youtuber Whindersson pedia sua namorada, agora noiva, em casamento, de uma forma muito "fofa". Não demorou nada para a mulherada se derreter, e logo se lançou a campanha "toda mulher merece um Whindersson em sua vida".
Parei então para pensar em toda esta expectativa feminina em torno do romantismo e cheguei a conclusão que, na verdade, a maioria das mulheres (se não todas) não quererem, de fato, um cara como Whindersson em sua vida, mas gostariam apenas que o "seu cara", aquele específico, pré estabelecido (o crush), fosse assim como ele.
A questão, no fim das contas, não é sobre quem é, mas sobre quem não é e gostaríamos que fosse.
Exigimos tanto do outro, que geralmente nos frustramos com expectativas que sequer foram geradas.
Nos lamentamos o não cumprimento das promessas que nem foram feitas, simplesmente porque, um di…

Suicídio: filhos perdidos dentro de casa.

Bom, não precisaria nem dizer o que me motivou a escrever este texto, afinal, é o mais pautado no momento: Jogo da Baleia Azul, que nada mais é do que uma espécie de pacto de suicídio. (Sobre a veracidade das informações não posso afirmar, mas fica uma dica de leitura: clique aqui) O próprio suicídio de um tempo para cá, passou a ser tratado com a importância e seriedade que lhe é devida, nos levando a abrir os olhos e a mente a seu respeito. Não busco com este texto pontuar quais as causas que levam uma pessoa ao suicídio ou discorrer o momento exato em que começa ou termina a depressão, mas, apenas trazer um alerta ainda maior para dentro de casa. Este texto, portanto, é para vocês: papais, mamães, avós, tios, irmãos...  Pois, foi a vocês que Deus designou o papel de nos ensinar o caminho, de nos educar, inspirar, ajudar e proteger dentro de uma relação de autoridade, mas também, de amor e compreensão. Grande parte da crise da nossa geração começa em casa, quando o próprio conceito…

Respeite seu luto.

Ao contrário do que gosto de fazer: escrever sobre o futuro e as esperanças do que ele nos reserva ou mesmo sobre o presente que deve ser vivido da melhor forma possível, hoje, estou aqui para falar do fim.

Não que eu queria, mas porque precisamos conversar sobre o que acabou e a despedida que se consumou antes mesmo do adeus, do último abraço que não foi nos dado a oportunidade de dar, dos planos que não se concretizaram, do sonho que para trás ficou... Na verdade, não vamos tratar exatamente do fato, mas do impacto que nos causou: aquele sentimento de angustia profunda que sequer conseguimos definir se é saudade, culpa ou mesmo, remorso. O que quer que seja, é intenso e dolorido, dependendo de toda nossa atenção e cuidado, para que não infeccione como um machucado mal cuidado.
Parece brincadeira, mas são os nossos sentimentos que definem quem somos.  Tanto é verdade que a bíblia nos aconselha a guardar nosso coração, sob a justificativa de que é dele que se procede as fontes da vid…