Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2017

Alguém que eu gostei de conhecer,

Como a gente escreve para alguém que gostou de conhecer, quando uma das suas coisas preferidas no mundo é conhecer pessoas? Sim, conhecer... Ouvir suas histórias, descobrir suas manias, ouvir seus segredos, enfim, essas coisas que permitem que um alguém qualquer dê o primeiro passo para tornar-se alguém importante: um amigo. Portanto, enquanto escrevo para a pessoa que gostei de conhecer, descubro que estou na verdade escrevendo para um amigo. Alguém que podendo ser alguém que simplesmente passou insignificante pela minha vida, por um motivo que não me cabe saber ou entender, preferiu ser alguém que se deu a conhecer. E cá entre nós, gostei da experiência e por isso dedico esta carta a você. Por passar do desconhecido ao amigo, pelas conversas, brincadeira, risos e também pelas brigas, se é que já as tivemos.  Enfim, a gente sabe, a gente entende e isso é o que importa!
Com carinho, Aninha.

Eu disse adeus ao namoro?

Antes de qualquer coisa quero deixar bem claro que não estou frustrada com o amor, nem levantando nenhum campanha a favor do celibato...
Também não quero iludir ninguém com aquela velha de história que tenho muita coisa para fazer e por isso não quero me relacionar ou todas as desculpas que a gente conta para nós mesmos a respeito de estar solteiro, mesmo sabendo, que todo mundo, ora ou outra gostaria de ter alguém ao seu lado com quem se possa dividir a vida.
Ou seja, não estou solteira para aproveitar minha vida, mas é porque estou solteira que estou aproveitando bem meu tempo, enquanto vivo este momento ímpar (literalmente)!
Sei que a expressão, sem conhecimento do que se refere, espanta um pouco, mas, preciso confessar que não é nenhuma posição minha na vida, é apenas o título de um livro (um dos melhores livros sobre relacionamento cristão que já li na minha vida) e não sou exagerada em dizer que todo solteiro que almeja efetivamente uma vida e relacionamentos, de acordo com os …